OPERACIONAL

Esquadrão Falcão resgata indígena picado por cobra no Amapá; é o 2º caso em um mês

Publicado: 12/11/2013 11:58
Imprimir
Fonte: 1º/8º GAV
Indígena chegando a porta da aeronave  BABEO Esquadrão Falcão (1°/8° GAV), sediado na Base Aérea de Belém (BABE), resgatou  no sábado (09/11) um indígena que havia sido vítima de picada de cobra na aldeia Najaty, a localidade fica a aproximadamente 230 km de Macapá (AP). Este é o segundo caso de resgate em um mês.
 
Jacawati Waiapi, de 41 anos, estava bastante debilitado devido ao efeito do veneno no seu organismo. Segundo o médico, ele não teria muito mais tempo de vida sem a devida assistência. O helicóptero H-36 Cacaral chegou ao local após 1h30min de voo. Não havia local para pouso sem destruir as ocas. Por isso, o médico e o militar encarregado do salvamento foram colocados na aldeia por meio de um guincho, meio pelo qual a vítima também foi içada. O índio foi entregue aos cuidados de médicos em Macapá.
 
“Não existe presente melhor que salvar uma vida e o mais importante foi poder utilizar nossa nova aeronave da melhor forma para cumprir a missão com excelência. É muito gratificante participar de uma missão dessas, principalmente no dia do nosso aniversário.”, ressaltou o Capitão Eduardo, comandante da missão. Na data, a unidade aérea completou 41 anos de apoio à Amazônia.