AMAZÔNIA

Aldo Rebelo afirma que Forças Armadas defendem e constroem o Brasil

Em Belém, Ministro e Comandante da Aeronáutica visitaram I COMAR e COMARA
Publicado: 26/11/2015 11:25
Imprimir
Fonte: Ministério da Defesa

  Ministério da Defesa/Tereza SobreiraO Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, visitou, nesta quarta-feira (25), o Primeiro Comando Aéreo Regional (I COMAR) e a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), em Belém (PA), acompanhado do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato.

O I COMAR tem sob sua jurisdição os estados do Pará, Maranhão e Amapá, cuja área representa 25% do território brasileiro. O Comando tem a função de prestar apoio administrativo e logístico e realizar ações de segurança e de defesa. Também atua em atividades sociais e de integração, como ocorre nas ações cívico-sociais (Acisos), aeromédicas e nas missões voltadas para os indígenas. Atualmente, o I COMAR conta com um efetivo de 4.027 militares e 550 civis.

Rebelo e o Tenente-Brigadeiro Rossato foram recebidos com honras militares pelo chefe do I COMAR, Major-Brigadeiro Paulo Borba, que também preside a COMARA. No quartel-general do comando, acompanharam o desfile das tropas antes de assistirem à apresentação do Comandante do I COMAR sobre a atuação dos dois órgãos militares.

Em discurso à tropa, o ministro exaltou o trabalho do I COMAR ao ressaltar suas ações na área de defesa do País e no apoio às comunidades da região. "M
  Ministério da Defesa/Tereza Sobreiraeu sentimento é de respeito, admiração e estima pelo trabalho da Força Aérea Brasileira", disse. "A Amazônia é muito mais do que a mais importante base física do nosso País. Está incorporada à nossa história, memória, cultura e identidade", afirmou.

Sobre a COMARA, Rebelo disse que sua atuação é o exemplo do papel que as Forças Armadas desempenham no País. "Geralmente, associamos o trabalho das Forças Armadas apenas à área de defesa. Mas, no caso de um país tão grande e com desajustes regionais, nossas instituições têm um duplo papel, o de defender e construir o País", afirmou.

Segundo o ministro, despertar o interesse e a preocupação de formular políticas públicas para a região não é uma tarefa simples. "Esse é o desafio das nossas Forças Armadas, o de apontar e chamar atenção para aquilo que é invisível", disse, acrescentando que sua missão é de valorizar institucionalmente a pasta e buscar os recursos orçamentários necessários para sua ação.

Idealizada pelo Marechal do Ar
Eduardo Gomes, a Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA) surgiu a partir da necessidade de implantação de uma malha aeroviária na região, com objetivo de integrar a Amazônia ao restante do País e reduzir o isolamento das dispersas comunidades nela existentes. A Comissão foi criada após o Correio Aéreo Nacional (CAN) e tornou-se COMARA, em dezembro de 1956, depois do surgimento, em 1953, da Superintendência do Plano de Valorização Econômica da Amazônia (SPVEA) e da posterior Comissão Mista FAB/SPVEA, em 1955.

  Ministério da Defesa/Tereza SobreiraA COMARA tem por missão projetar, construir e recuperar aeroportos na Amazônia, além de realizar obras civis para órgãos da administração federal, estadual e municipal, de acordo com os interesses do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR). No início da década de 50, existiam apenas 16 aeródromos na Amazônia, sendo somente três asfaltadas. Hoje, a Comissão é responsável por um conjunto de construção e recuperação de mais de 170 pistas, mais de 260 reformas de instalações e vias públicas, além de significativo apoio prestado a diversos órgãos federais.

Desde 2001, quando a Comissão passou a ser subordinada ao Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR), suas ações foram estendidas a outras regiões do Brasil e ao exterior. Como exemplo, a COMARA já executou trabalhos nas pistas da Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP), no aeródromo de Barbacena (MG), na pista da Escola e Especialistas da Aeronáutica, em Guaratinguetá (SP) e no aeródromo de Letícia, na Colômbia.

Assista no FAB em Ação o trabalho desenvolvido pela COMARA: