INTENDÊNCIA

Estágio capacita cadetes em atividades de campanha

Trinta e seis militares se tornaram aptos a atuarem em apoio de exercícios de adestramento ou em emprego real
Publicado: 16/05/2018 16:00
Imprimir
Fonte: DIRAD, por Capitão Natália Brito
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Jonathan Jayme - Revisão: Cap Oliveira

A Diretoria de Administração da Aeronáutica (DIRAD) realizou, durante o mês de abril, o Estágio de Intendência em Campanha 2018 (EICAMP 2018), em área jurisdicionada ao Núcleo do Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos, no Rio de Janeiro (RJ). O exercício habilitou cadetes intendentes nas atividades de logística de campanha da Força Aérea Brasileira (FAB), disseminando e padronizando técnicas e procedimentos nesses ambientes.

O EICAMP capacitou 36 cadetes intendentes do 4º Esquadrão da Academia da Força Aérea (AFA) como Planejadores Logísticos de Unidade Celular de Intendência (UCI), por meio de aulas teóricas relacionadas à Doutrina Militar, Planejamento e Gerenciamento de UCI, Alimentação em Campanha, Instalações Hidráulicas e Elétricas em Campanha, Segurança do Trabalho, entre outras, com enfoque gerencial, atinente ao futuro oficial. A Unidade Celular é um agrupamento, constituído de pessoal, material e equipamentos, destinado a apoiar uma unidade militar deslocada de sede.

De acordo com a coordenadora do EICAMP 2018, Capitão Natália de Brito Oliveira Luiz da Costa, o fato de parte do estágio ser realizado em estrutura de campanha, com a participação dos cadetes na montagem, traz uma série de benefícios tanto pelo aspecto educacional, quanto pelo motivacional, já que é dada ao aluno a oportunidade de vivenciar na prática a montagem e permanência em uma estrutura de UCI idêntica a de uma operação real. "Os cadetes foram, ainda, submetidos à elaboração de planos de apoio logístico, a partir de um cenário vislumbrado como factível, com o objetivo de aprimorar e solidificar os conhecimentos relativos a planejamentos, assim como das capacidades que possam sustentá-los”, destacou.

Os cadetes tiveram oficinas técnicas de montagem de diferentes tipos de estruturas de abrigos, de instalações elétricas e hidráulicas, além de preparação e produção de refeições em campanha, por meio do Módulo de Alimentação a Pontos Remotos (RODOMAPRE). A grade de aulas contou, ainda, com palestras acerca da atuação da UCI em situações reais, como nas Operações Haiti, Capixaba, Ostium e Ágata.

O estágio proporcionou conhecimentos específicos de UCI, além de ter disseminado a doutrina de logística de apoio ao homem, quando em suporte às unidades aéreas e de aeronáutica desdobradas, em situação de adestramento ou emprego real. A utilização de estruturas móveis no apoio a exercícios e operações militares tem como atributo fundamental a capacidade de contribuir para distender a mobilidade e o alcance da FAB, possibilitando o emprego a partir de locais cuja infraestrutura disponível não seja suficiente para o adequado suporte às manobras militares.

A partir da conclusão do Estágio, os militares passaram a integrar o Banco de Dados de Planejadores de UCI, estando aptos a atuar em diversos exercícios e operações do Comando da Aeronáutica, bem como do Ministério da Defesa, em operações conjuntas, no Brasil ou no exterior.

imagens/original/36421/2018-05-11-photo-00000231.jpg
imagens/original/36421/img_3446.jpg
imagens/original/36421/img_4047.jpg
imagens/original/36421/img_0283.jpg