CIDADANIA

Militares de Belém se unem para realizarem doação de sangue

A iniciativa faz parte das ações do Comando Conjunto Norte, que integra a Operação COVID-19
Publicado: 19/04/2020 08:00
Imprimir
Fonte: Ala 9, por Tenente Brenda
Edição: Agência Força Aérea, Aspirante Letícia Faria - Revisão: Capitão Oliveira Lima

A ação faz parte das atividades do Comando Conjunto NorteMilitares da Ala 9, localizada em Belém (PA), e do Grupo de Segurança e Defesa de Belém (GDS-BE), compareceram à Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará (HEMOPA), para a doação voluntária de sangue. A iniciativa é parte das ações do Comando Conjunto Norte que integra a Operação COVID-19, ativada pelo Ministério da Defesa com atividades da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.

Neste período de pandemia, os bancos de sangue têm apresentado queda expressiva em seus estoques e, por conta disso, contam com apoio dos militares. A Assistente Social da Gerência de Captação de Doadores do HEMOPA, Cida Salgado, garante que cada atitude faz toda diferença. “Graças às parcerias, como da Força Aérea, estamos conseguindo manter o estoque para atender as situações emergenciais. As contribuições das Forças Armadas são fundamentais neste momento, e a expectativa é que com essas ajudas vamos conseguir sair da quarentena sem grandes problemas em nosso Estado”, considerou.

O estoque de bolsas de sangue do hemocentro abastece cerca de 200 instituições hospitalares no Pará, entre casas de saúde, clínicas e hospitais da rede pública e privada.  Com as recomendações e restrições durante o isolamento social, o HEMOPA contabilizou em torno de 40% de redução nas doações, o que permite atender a rede hospitalar de todo Estado por apenas dois dias. “Estamos ajudando a salvar vidas e representando a Força Aérea no dever de defender e proteger a sociedade”, incentivou o Soldado Rafael Matos.

Como medida de prevenção e segurança aos voluntários, as doações são realizadas com agendamento de no máximo 15 pessoas por vez, evitando assim aglomerações. Além disso, os cuidados de higienização e distanciamento entre as pessoas são cumpridos pela instituição.  

Quem pode doar sangue

Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 69 anos; menor de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis; peso acima de 50 kg; necessário portar documento de identidade original e com foto; não precisa estar em jejum; homens podem doar a cada dois meses, e mulheres, a cada três meses.

Fotos: Soldado Costa Ribeiro / Ala 9