COVID-19

Base Aérea de Salvador realiza a desinfecção de áreas sensíveis

Procedimento foi desinfectar áreas sensíveis e de maior circulação de pessoas e, assim, reduzir o risco de propagação do novo Coronavírus na OM
Publicado: 14/05/2020 11:14
Imprimir
Fonte: BASV, por Major Anderson Luiz Teixeira da Cunha
Edição: Agência Força Aérea, por Tenente Fraga - Revisão: Major Monteiro

A Base Aérea de Salvador (BASV) realizou, nessa quarta-feira (13/05), a desinfecção da estrutura do Esquadrão de Saúde, Rancho e Seção de Transporte Terrestre. A ação contou com 16 militares capacitados do próprio efetivo da BASV, além do apoio de 15 militares do Grupamento de Fuzileiros Navais, que possuem know-how  (saber como fazer) dos procedimentos envolvidos na atividade.

Para o Comandante da BASV, Coronel Aviador Ivan Lucas Karpischin, a ação é interessante porque, além de cumprir o objetivo direto da desinfecção dos setores, ainda possibilitou o treinamento aos militares da BASV que fizerem o curso recentemente. “Isso permitirá que essa nossa equipe possa dar continuidade à desinfecção dos demais ambientes da BASV, evitando a propagação do vírus e protegendo militares, funcionários civis e suas famílias”, disse.

Para realizar a desinfecção, foram utilizados os produtos previstos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adequados. O objetivo do procedimento nas áreas sensíveis e de maior circulação de pessoas é reduzir o risco de propagação da doença na Organização Militar.

Segundo a Comandante do Esquadrão de Saúde, Major Farmacêutica Rute Carvalho Vieira, a ação é muito importante, pois proporciona uma maior segurança aos profissionais e usuários dos setores desinfetados. “Sabemos que o novo Coronavírus pode permanecer viável em objetos e superfícies por horas e até dias. “Dessa forma, medidas de higiene são fundamentais para evitar a propagação da doença”, ressaltou.

Fotos: Soldado Sacramento/BASV

Assunto(s): , , , ,