NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


MINISTÉRIO DA DEFESA


Forças Armadas mantêm forte atuação contra a Covid-19


Ten Tássia, Com Informações Dos Comandos Conjuntos | Publicada em 13/05/2020 17:24

A atuação das Forças Armadas nas ações de enfrentamento à COVID-19 estende-se por todo o País. Na capital de Roraima, a Operação Acolhida recebeu, na Base Aérea, materiais de apoio para ampliar a capacidade de atuação da Área de Proteção e Cuidados. Na logística, foram utilizadas aeronaves Hércules (C-130), disponibilizadas pela Força Aérea Brasileira.

Militares do Comando Conjunto Nordeste, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), participam do Curso de Costureiro Industrial do Vestuário para aprenderem a confeccionar máscaras de proteção em tecido. A produção do material será encaminhada a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia da Covid-19.

A Força Aérea Brasileira transportou 2.292 quilos de cestas básicas para a Comunidade Indígena Maturacá, localizada próximo ao município de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. No mesmo Estado, 51 militares que atuam na área de saúde foram vacinados contra o vírus H1N1, por militares da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, em apoio à Secretaria Municipal de Saúde.

O Comando Conjunto Nordeste distribuiu cerca de uma tonelada de alimentos às comunidades ribeirinhas do Rio São Francisco, no município de Brejo Grande, em Sergipe. Já o Comando Conjunto Leste entregou parte dos donativos arrecadados em campanha que reuniu mais de 11 toneladas de alimentos não perecíveis e cerca de mil itens de higiene pessoal e de limpeza. A ação vai atender 103 famílias dos bairros de Guadalupe, Magalhães Bastos e Sulacap, na capital do Rio de Janeiro.

Nos municípios de Jaguarão, Arroio Grande, Cristal, Amaral Ferrador, Herval, Piratini, Santana, Pedras Altas, Capão do Leão, Morro Redondo e Turuçu, no Rio Grande do Sul, militares do 9º Batalhão de Infantaria Motorizado realizaram o carregamento de 3.370 cestas básicas que serão entregues às famílias das crianças de escolas estaduais da região.

Famílias de crianças e jovens atendidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP), nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, receberam kits de alimentação. Como as atividades estão temporariamente suspensas, devido à pandemia, os kits foram doadas para manter o reforço alimentar dos atendidos pelo Programa.

A Capitania dos Portos de Pernambuco intensificou ações de conscientização sobre a Covid-19 no Arquipélago de Fernando de Noronha. Durante inspeção naval, além da fiscalização do tráfego aquaviário, militares orientaram tripulantes das embarcações quanto às medidas de prevenção. Já a Capitania dos Portos do Amapá conscientizou sobre o combate ao novo coronavírus com entrega de panfletos na rampa do Açaí, em Macapá, no Amapá.

O 1° Grupo de Artilharia de Campanha de Selva higienizou a delegacia da Polícia Rodoviária Federal, em Marabá, no Pará. Em outro ponto do País, militares do Campo de Instrução de Gericinó (CIG) desinfectaram áreas comuns das agências bancárias da Vila Militar, na capital carioca. No Estado vizinho, em São Paulo, integrantes do 6° Batalhão de Infantaria Leve (6º BIL) desinfectaram áreas externas e internas do Forte Ipiranga, no município de Caçapava.

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

OUTRAS MÍDIAS


DEFESA AÉREA E NAVAL - FAB e AEB assinam acordo relacionado ao Centro Espacial de Alcântara


Guilherme Wiltgen | Publicada em 13/05/2020 09:57

A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Agência Espacial Brasileira (AEB) assinaram, nesta segunda-feira (11/05), em Brasília (DF), o Acordo de Cooperação definindo atribuições e processos de trabalho na fase de implantação e na fase de operação do futuro Centro Espacial de Alcântara (CEA), no Maranhão. A assinatura do acordo é um dos passos para viabilizar o lançamento de veículos espaciais não militares empregando o CEA.

O documento que celebra o Acordo foi assinado pelo Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira; pelo Presidente da AEB, Carlos Augusto Teixeira de Moura; e pelo Presidente da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE), Major-Brigadeiro do Ar Paulo Roberto de Barros Chã. Participaram, ainda, do ato o Vice-Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida; o Chefe da Terceira Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar João Campos Ferreira Filho; o Vice-Presidente da CCISE, Brigadeiro do Ar José Vagner Vital; o Diretor de Transporte Espacial e Licenciamento da AEB, Brigadeiro do Ar Paulo Eduardo Vasconcellos; e o Assessor Especial da Chefia de Logística e Mobilização do Ministério da Defesa, Brigadeiro do Ar Rogério Luiz Veríssimo Cruz.

O Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica disse que a cooperação firmada estabelece uma matriz de responsabilidades para a consolidação do CEA. “Isso permitirá que a gente possa, o mais rápido possível, ofertar a área de serviços que já temos disponível no atual Centro de Lançamento de Alcântara e, assim, concretizar o uso efetivo do Centro Espacial”, enfatizou o Tenente-Brigadeiro Amaral.

De acordo com o Presidente da AEB, a cooperação dá início à fase de contato com empresas interessadas em utilizar as instalações de Alcântara para as atividades na área espacial. “Esse acordo estabelece claramente quais são os limites de atuação de cada Instituição. A AEB faz o trabalho inicial e cuida do licenciamento e, a partir disso, entrega o processo para o Comando da Aeronáutica para que estabeleça os contratos. É um passo importante para o início das atividades não militares em Alcântara”, disse.

Entendendo o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST)

Em 2019, foi assinado pelo Governo Brasileiro e pelos Estados Unidos da América em cerimônia oficial, em Washington, o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) entre os dois países. Por meio desse acordo, os Estados Unidos autorizam o Brasil a lançar foguetes e espaçonaves, nacionais ou estrangeiras, que contenham partes tecnológicas americanas. Em contrapartida, o Brasil garante a proteção da tecnologia americana contida nesses artefatos.

Atualmente, aproximadamente 80% dos equipamentos espaciais do mundo possuem algum componente norte-americano. Por isso, o AST se mostra imprescindível para que o Centro Espacial de Alcântara entre no mercado global de lançamentos de cargas ao espaço. É do interesse do Brasil fomentar este tipo de atividade comercial, pois gerará recursos substanciais para o desenvolvimento local, regional e para o Programa Espacial Brasileiro.

FONTE e FOTO: FAB

AEROFLAP - Esquadrilha da Fumaça fará Live para celebrar os seus 68 anos


Redação | Publicada em 13/05/2020 12:56

Acostumada a se encontrar com o público aos finais de semana pelo Brasil, a Esquadrilha da Fumaça, o esquadrão de demonstração da Força Aérea Brasileira, celebra o seu aniversário de 68 anos de uma maneira diferente em 2020. Com as demonstrações suspensas temporariamente em função das orientações pertinentes ao distanciamento social para conter o avanço da COVID-19, o Esquadrão realiza no dia 17 de maio uma transmissão ao vivo da sua demonstração aérea.

A partir das 10h, em seu canal no Youtube, o público poderá acompanhar em detalhes a demonstração aérea, com recursos e imagens inéditas que as pessoas que acompanham apresentações usualmente não têm como ver, como câmeras a bordo dos A-29 Super Tucano e a visão que os pilotos têm de dentro das aeronaves. Quem estiver assistindo terá, também, a possibilidade de interagir com perguntas e ouvir a explicação detalhada de tudo o que acontece durante o voo, com dois pilotos que realizam a locução e interagem com o público.

O voo a ser exibido durante a transmissão é um treinamento que faz parte da rotina da Esquadrilha da Fumaça para manter operacionais os seus pilotos e mecânicos, o que garante a manutenção da segurança para quando as demonstrações retornarem com sua agenda pelo país. “É uma circunstância nova da qual temos que nos adaptar. Apesar de fisicamente distantes do público, felizmente, e graças à tecnologia, podemos ter um pouco da sensação dessa proximidade e dar de presente essa transmissão ao vivo, alusiva ao aniversário de 68 anos da Fumaça”, ressalta o Tenente Coronel Marcelo Franklin, Comandante do Esquadrão.

A transmissão será realizada no canal oficial da Esquadrilha da Fumaça no Youtube, por meio do endereço www.youtube.com/fumacajah e, minutos antes, o público poderá acompanhar os preparativos para o voo por meio das contas oficiais do Instagram e Facebook. A equipe de Comunicação Social ressalta a importância do usuário se certificar que está acompanhando por meio das mídias sociais oficiais. Ressalta, ainda, que no Instagram e Facebook as contas são verificadas com um selo azul.

No dia 14 de maio, o Esquadrão de Demonstração Aérea, nome oficial da Esquadrilha da Fumaça, completa 68 anos de criação, data que remete a sua primeira demonstração aérea na antiga Escola de Aviação, no Rio de Janeiro (RJ). Nesse meio tempo, já realizou quase 4.000 demonstrações aéreas em todas as regiões do Brasil e 21 países, divulgando a missão institucional e representando a Força Aérea Brasileira.

Fonte: EDA/FAB