PÁGINA INICIAL > NOTICIAS > IMPRIME > 36615 > SEGURAN��A COPAC PARTICIPA DA REUNI��O DO SECURITY WORKING GROUP DO PROJETO F X2

SEGURANÇA

COPAC participa da reunião do Security Working Group do Projeto F-X2

Publicado: 2020-11-24 16:43:56
O objetivo do evento foi discutir diversos aspectos de segurança do Projeto

Nos dias 12 e 13 de novembro de 2020, a Comissão Coordenadora do Programa de Aeronave de Combate (COPAC) participou da reunião do Security Working Group (SWG) do Projeto F-X2, evento com previsão em um acordo celebrado entre o Brasil e a Suécia, que estabelece os procedimentos de segurança a serem seguidos por todas as organizações envolvidas com o desenvolvimento das aeronaves Gripen E/F.

Na oportunidade, foi assinado a versão 2020 do Program Security Instruction (PSI), documento que estabelece procedimentos e atribui responsabilidades a serem seguidos na execução das atividades do Projeto F-X2. Na ocasião, cada empresa brasileira beneficiária do Acordo de Offset - Transferência de Tecnologia - realizou uma apresentação mostrando uma visão geral das ações de proteção da informação que envolvem dados estratégicos dos dois países, ações mitigatórias, capacidades e outras informações relevantes à equipe multidisciplinar do SWG, composta da Gerência Executiva do Projeto (COPAC), Gerência de Segurança (CIAER), Empresa SAAB e Agência Sueca de Material de Defesa (FMV).

O Presidente da COPAC, Major Brigadeiro do Ar Valter Borges Malta, enfatiza a importância do evento para o Comando da Aeronáutica, pois “o Security Working Group comprova que o Brasil e a Suécia realmente têm um grande e confiante engajamento em nosso Projeto comum, que é um esforço substancial para todos os envolvidos com o desenvolvimento desse Sistema de Armas, que é a aeronave F-39 Gripen”, disse.

Para o Oficial de Segurança do Projeto, Major Especialista em Comunicações Romulo Silva de Oliveira, o projeto vive um momento muito importante e as questões de segurança são muito relevantes. "O encontro foi muito bom, em especial, durante as apresentações da indústria brasileira e a discussão a respeito da apresentação feita pelos Centros de Inteligência brasileiro e sueco. Isso mostra que o SWG, sob vários aspectos, possibilita a oportunidade de dar continuidade ao trabalho de defesa de interesses comuns entre Brasil e Suécia", complementou.

Foto: COPAC