PÁGINA INICIAL > NOTICIAS > IMPRIME > 38343 > COVID 19 POSTO DE VACINA����O DAS FOR��AS ARMADAS NO DF APLICA 100 MIL DOSES CONTRA A COVID 19

COVID-19

Posto de Vacinação das Forças Armadas no DF aplica 100 mil doses contra a COVID-19

Publicado: 2021-12-08 16:30:57
A ação na Praça dos Cristais, na capital federal, ocorre desde maio deste ano

O Posto de Vacinação das Forças Armadas, na Praça dos Cristais, em Brasília (DF), alcançou, nessa terça-feira (07/12), uma marca importante no programa de imunização: 100 mil doses de vacinas aplicadas contra a COVID-19. O resultado demonstra, novamente, o esforço e a capacidade das equipes de saúde em vacinar a população da capital federal, em uma ação conjunta, que contou com o Ministério da Defesa, Ministério da Saúde e o Governo do Distrito Federal (GDF).

Uma solenidade para registrar o marco contou com a presença do Secretário de Saúde, Manoel Luiz Narvaz Pafiadache; do Comandante Militar do Planalto, General de Divisão Rui Yutaka Matsuda; do Comandante do Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR), Major-Brigadeiro do Ar Mário Sérgio Rodrigues da Costa; do Chefe do Centro Conjunto de Operações Aéreas, Brigadeiro do Ar Luiz Cláudio Macedo Santos, dentre outras autoridades.

Coordenado pelo Comando Conjunto Planalto, em apoio a Secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal, o Posto de Vacinação da Praça dos Cristais conta com equipes da área de saúde da Marinha do Brasil (MB), do Exército Brasileiro (EB) e da Força Aérea Brasileira (FAB).

A Diretora do Hospital da Força Aérea de Brasília (HFAB), Coronel Médica Ana Paola Brasil Medeiros, falou dos desafios da campanha de imunização. "Foi mais um trabalho muito proveitoso, com envolvimento das três Forças, pois estamos aprimorando a interoperabilidade. Os militares da FAB envolvidos nesta campanha são todos voluntários do HFAB, sempre motivados e com alto grau de dedicação", disse. 

Para a Suboficial Enfermeira Thais Lima de Oliveira Braga, participar da ação foi uma oportunidade única. "É um orgulho poder fazer parte de uma ação tão importante que vai ficar para a história", declarou.

Marlene Machado Buarque recebeu a dose de número 100 mil e, na ocasião, incentivou a imunização. "Eu tomei a dose de reforço e me sinto muito honrada por fazer parte deste momento, por isso recomendo que todos se vacinem", afirmou.

O Secretário de Saúde, Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, disse que o sucesso da campanha foi surpreendente. "Hoje o Distrito Federal tem mais de 77% das pessoas vacináveis, ou seja, acima dos 12 anos, com a primeira dose da vacina. Esse esforço das Forças Armadas tem grande peso neste resultado", declarou. 

A ação na Praça dos Cristais ocorre desde maio deste ano, quando as Forças Armadas colaboraram para o Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a COVID-19 no âmbito do Distrito Federal. Como forma de representar o esforço de todos os militares envolvidos na vacinação, as autoridades entregaram um cartão de agradecimento aos profissionais da área de saúde.

O atendimento na Praça dos Cristais é exclusivo no sistema drive-thru, ou seja, as pessoas são vacinadas sem que saiam do veículo, evitando, assim, aglomerações. O cronograma é o mesmo determinado pelo GDF e, atualmente, conta com a aplicação da primeira, segunda e terceira doses. O horário de funcionamento é das 18h às 23 horas, inclusive no fim de semana.

Comando Conjunto Planalto

As ações das Forças Armadas seguem ininterruptamente. Há mais de um ano, desde o início da pandemia, o Comando Conjunto Planalto, constituído em 19 de março de 2020, vem empreendendo diversas ações de prevenção e controle no enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus na capital federal.

Militares da Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 7º Distrito Naval; do Exército Brasileiro, por meio do Comando Militar do Planalto; e da Força Aérea Brasileira, com apoio do VI COMAR, vêm atuando na linha de frente no contexto da Operação COVID-19, com ações como descontaminação de locais públicos, transporte de material hospitalar, remoção de pacientes, doações de sangue, produção de máscaras, distribuição de cestas básicas, entre outras demandas.

Fotos: Sargento Bianca Viol / CECOMSAER