PÁGINA INICIAL > NOTICIAS > IMPRIME > 39583 > BICENTEN��RIO DA INDEPEND��NCIA COMANDANTE DA FAB RECEBE VISITA DO CHEFE DO EMCFA

BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA

Comandante da FAB recebe visita do Chefe do EMCFA

Publicado: 2022-08-15 18:11:42
Durante a visita os Oficiais-Generais conversaram sobre as ações relacionadas ao Bicentenário da Independência do Brasil

O Comandante da Força Aérea Brasileira (FAB), Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, recebeu em seu gabinete, localizado em Brasília (DF), na manhã da última sexta-feira (12/08), o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), General de Exército Laerte de Souza Santos. 

No encontro, o Tenente-Brigadeiro Baptista Junior e o General Laerte conversaram sobre a atual conjuntura e sobre os próximos eventos e ações relacionados ao bicentenário da Independência do Brasil.

Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) 

É o Órgão do Ministério da Defesa, que centraliza a coordenação dos comandos das Forças Armadas: Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB) e Força Aérea Brasileira. Foi criado através da lei complementar nº 136, de 25 de agosto de 2010, e tem na portaria nº 1429 as suas diretrizes de funcionamento. Assim, sua missão é assessorar o Ministro da Defesa na direção superior das Forcas Armadas, objetivando a organização, o preparo e o emprego, com vistas ao cumprimento de sua destinação constitucional e de suas atribuições subsidiarias, tendo como metas o planejamento estratégico e o emprego das Forças Singulares.

Bicentenário da Independência 

O Bicentenário da Independência do Brasil será comemorado em 7 de setembro de 2022. Oficialmente, a data comemorada para a independência do Brasil é de 7 de setembro de 1822, ocasião em que ocorreu o evento conhecido como "Grito do Ipiranga", às margens do riacho Ipiranga, na atual cidade de São Paulo. Em 12 de outubro de 1822, o príncipe foi aclamado D. Pedro I, Imperador do Brasil, sendo coroado e consagrado em 1º de dezembro de 1822; e o país passou a ser conhecido como o Império do Brasil.

Foto: Sargento Muller Marin/ CECOMSAER