PÁGINA INICIAL > NOTICIAS > IMPRIME > 39610 > INTEND��NCIA INTEND��NCIA: O TRABALHO DE BASTIDORES, QUE VAI AL��M DA BUROCRACIA

INTENDÊNCIA

Intendência: o trabalho de bastidores, que vai além da burocracia

Publicado: 2022-08-22 10:39:48
Cumprindo sua missão multifacetada, Intendência atua de forma direta na fase interna e externa da licitação para aquisição do KC-30, a maior aeronave da história da FAB, além de outras frentes de trabalho

O Oficial Intendente é responsável pela administração na área militar atuando nos setores de licitações, finanças, material, subsistência, patrimônio e controle. A Intendência é o suporte, então tudo que a FAB faz depende de uma preparação, por isso o lema da Intendência é: “Prever para Prover”. Logo, a Intendência é a precursora nas missões para verificar tudo que é preciso: seja alimentação, alojamento, infraestrutura, fardamento, entre outros. 

Quem pensa que a vida do Intendente está limitada apenas às atividades burocráticas está muito enganado. Para que a Força Aérea Brasileira (FAB) consiga cumprir seu dever de defender, controlar e integrar, o trabalho de apoio, realizado pela Intendência, é fundamental para o sucesso de cada missão. Os Intendentes estão sempre envolvidos nos “bastidores” de cada processo e operação.

KC-30

Um exemplo de peso é o primeiro KC-30, que a FAB recebeu no dia 26 de julho. Batizado como FAB 2901, o avião é o primeiro do processo licitatório vencido pela empresa Azul Linhas, que prevê a entrega de dois modelos A330-200, com o objetivo de suprir as carências operacionais da Instituição em ações estratégicas, como Reabastecimento em Voo (REVO), Transporte Aéreo Logístico e Ajuda Humanitária. Em toda a sua história, a FAB teve somente um vetor capaz de cumprir esta variedade de missões estratégicas: o Boeing KC-137, que voou pela última vez em 2013. Com a nova aquisição, a FAB une as possibilidades do KC-390 Millennium às características de emprego estratégico do KC-30, resultando em um significativo incremento em sua operacionalidade. Uma conquista que contou com o envolvimento intenso dos Intendentes, que atuaram de forma direta na fase interna e externa da licitação para aquisição da aeronave.

“Houve um trabalho relevante da Intendência no planejamento orçamentário, contratação de operação de crédito, contratação de câmbio e demais aspectos logísticos que permitiram à FAB aumento de capacidade com esse super vetor”, pontuou o Subdiretor de Administração Financeira da Diretoria de Economia e Financas da Aeronáutica (DIREF), Brigadeiro Intendente Alex Orçay Reis.

Missão Radar Ponta Porã

O Grupamento de Apoio Logístico de Campanha (GALC) foi acionado para prestar apoio logístico ao evento de inauguração do Radar de Ponta Porã – MS, ocorrido no dia 30 de Junho de 2021, que contou com a presença de diversas autoridades. O apoio, solicitado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), consistiu em fornecer serviço de higienização e de alimentação para aproximadamente 350 pessoas, dentre autoridades, convidados e staff, no dia do evento; e para o efetivo que atuou na preparação nos dias anteriores, o que resultou em um total de, aproximadamente, 400 refeições fornecidas. Tal demanda foi solicitada à Intendência de Campanha devido à falta de qualquer infraestrutura básica de apoio no local onde o radar foi instalado.

Foi necessário mobilizar a cozinha industrial em container, bem como meios adicionais, a saber, fornos combinados e módulos da cozinha de pronto emprego, além da estrutura completa de refeitórios para o suporte à preparação do evento, como barracas climatizadas e todo o material necessário para equipá-los visando o fornecimento das refeições. Para apoiar o evento, o GALC acionou uma equipe de Unidade Celular de Intendência (UCI) composta por 30 militares, sendo 9 deles do efetivo deste grupamento, e os demais integrantes de outras Organizações Militares. Além disso, o Centro de Transporte Logístico da Aeronáutica (CTLA), cedeu 3 carretas abertas, 1 carreta baú com rampa e 1 caminhão munk para o deslocamento dos ativos de campanha de seu acervo até a localidade de realização da atividade.

“Essa missão, na minha visão, demonstrou o quanto o GALC é adaptável às demandas apresentadas pelo COMAER, bem como o grau de confiabilidade do Grupamento. Uma grande responsabilidade sob diversos pontos de vista, a qual fomos capazes de atender com segurança, com pronta resposta e atingindo a total satisfação dos apoiados, apesar das temperaturas baixas muito diferentes da nossa sede e do distanciamento geográfico das OMs de apoio da FAB. Isso reforça a confiança das autoridades e do povo brasileiro em nós e nos nossos serviços”, pontuou o Coordenador do Serviço de Subsistência da Inauguração do Radar de Ponta Porã, Major Intendente Rafael Freitas de Lima.

Nova Intendência

O Subdiretor de Abastecimento da Diretoria de Administração da Aeronáutica (DIRAD), Brigadeiro Intendente Gilson Alves de Almeida Junior, destacou que para alcançar a excelência na entrega das soluções administrativas tem-se buscado por inovações tecnológicas e aprimoramento de softwares disponíveis no mercado, por meio do benchmarking, com o olhar voltado para além dos processos que já existem. “Os novos projetos em andamento representam desafios e mudanças de paradigmas para a nova Intendência, permeando por todos os seus sistemas e atividades, como o fomento das melhores práticas de governança e gerenciamento de riscos, aprimoramento do sistema de auditoria e de fiscalização, otimização do sistema da proposta orçamentária, painéis com informações gerenciais da execução orçamentária e financeira, implantação do e-commerce na venda de fardamentos, atualização de software do pagamento de pessoal, rancho 4.0, indicadores do controle de combustíveis, dentre outros”.

Formação

A formação do Oficial Intendente começa na Academia da Força Aérea (AFA). Durante quatro anos, os cadetes intendentes recebem instruções militares de formação básica e cursam o bacharelado em Administração, com ênfase em Administração Pública, além de Ciências da Logística, com habilitação em Intendência da Aeronáutica. Depois de formados, passam ainda por um curso de especialização, o Curso Prático para Aspirantes a Oficial Intendentes – CPAINT.

“O objetivo do CPAINT é criar um ambiente muito próximo ao real, propiciando aos aspirantes: os mesmos desafios; as mesmas situações, para o auxílio à tomada de decisão; as mesmas necessidades de conhecimento da legislação; assim como toda a articulação necessária, para o desempenho de suas funções de gestores públicos, com máxima responsabilidade, explicou o Coronel Intendente Geyson Humberto Madureira Vercezes, Chefe do CPAINT.

Fotos: Sargento Figueira / CECOMSAER