COVID-19

Instalações do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) passam por desinfecção

Ação foi efetuada pelo Comando Conjunto Planalto por meio da Companhia de Defesa Química Biológica, Radiológica e Nuclear (Cia DQBRN)
Publicado: 16/08/2020 11:00
Imprimir
Fonte: COMAE, por Capitão Diego
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Oliveira Lima

Militares da Companhia de Defesa Química Biológica, Radiológica e Nuclear (Cia DQBRN), sediada em Goiânia (GO), subordinada ao Comando de Operações Especiais (COpEsp), realizaram a desinfecção das instalações do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), localizado em Brasília (DF), por intermédio do Comando Conjunto do Planalto. A ação ocorreu durante o dia 13 de agosto e teve duração de aproximadamente três horas.

Para efetuar a desinfecção, os militares habilitados em descontaminação de ambientes e de materiais, utilizaram Equipamentos de Proteção Individual (EPI), indispensáveis durante a aplicação do produto (BX24), higienizaram as áreas de maior circulação de pessoas e as superfícies comuns ao toque, reforçando as medidas preventivas para conter a disseminação da COVID-19.

Além disso, militares do COMAE foram capacitados para realizarem o processo de descontaminação. Os instrutores demonstraram o preparo da substância e a correta utilização dos equipamentos de proteção individual (luvas, máscaras, calçados e trajes), a fim de garantir a segurança durante o procedimento.

O integrante da Cia DQBRN, Tenente Luan Vinícius comenta a ação. “Foi de extrema importância a participação de militares do COMAE, possibilitando a capacidade de disseminar o conhecimento e de conscientizar o efetivo quanto às boas práticas de contenção da pandemia”, destaca.

Comando Conjunto Planalto

O Comando Conjunto Planalto é formado por militares da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira, tendo a missão de apoiar as ações dos órgãos de saúde no enfrentamento à pandemia da COVID-19 no Distrito Federal, nos estados de Goiás e Tocantins e na região do Triângulo Mineiro.

 

Fotos: Soldado Máximo/COMAE

imagens/original/40743/20201408comae4.JPG
imagens/original/40743/20201408comae5.JPG