NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL DEFESANET


Coari (AM) recebe a primeira balsa com insumos para início das obras em aeroporto

Foram transportadas 450 toneladas de equipamentos, caminhões e insumos para primeira etapa da reconstrução do aeroporto regional

Publicada em 08/07/2020 11:20

Em continuidade ao projeto de reconstrução do Aeroporto Regional de Coari, no estado do Amazonas, chegou nesta quarta-feira (1°), uma balsa contendo  450 toneladas de equipamentos, caminhões e insumos para a primeira etapa das obras. Além do material, a bordo da balsa estavam cinco militares e três servidores civis. O transporte, que percorreu cerca de 400 quilômetros pelo Rio Amazonas, partiu de Manaus (AM) no dia 24 de junho.

O material será utilizado pela Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), Organização Militar da Força Aérea Brasileira (FAB), com o objetivo de reformar e ampliar o aeródromo do município para a operação de jatos e facilitar a conectividade entre as cidades da região, além de beneficiar a economia local.

A primeira mobilização ocorreu em 14 de junho, quando uma aeronave C-105 Amazonas, operada pelo Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação (1º/9º GAV) - Esquadrão Arara, realizou o transporte de sete militares, dois servidores civis e 1.600 quilos de carga.

De acordo com o gerente da reconstrução em Coari, Tenente Engenheiro Civil Aricles Matos Batista Filho, será uma grande obra, não apenas pelo tamanho, mas pelo progresso e desenvolvimento. “Serão gerados novos empregos, fomento do turismo e diversos setores terão oportunidades direta e indiretamente de participar desse momento”, disse.

O serviço tem previsão de conclusão em 2023, considerando as etapas de infraestrutura e edificações. O cronograma leva em conta as dificuldades logísticas da região Amazônica e a complexidade da obra, que exige demolição e reconstrução de toda a estrutura dos pavimentos existentes.

Para o Vice-presidente da Comara, Coronel Aviador Steven Meier, este feito  é motivo de orgulho. "Iniciar mais uma obra no coração da Amazônia, desta vez na cidade de Coari, recuperando e ampliando toda a infraestrutura aeroportuária existente, levando progresso e desenvolvimento a cidades do interior, é algo que nos motiva e enche de orgulho. Dentro de três anos e meio, a cidade de Coari terá um aeroporto completamente novo para se conectar ao restante do país e do mundo", disse. 

As obras integram uma série de estudos e projetos, junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, que objetivam melhorias em diversos aeroportos regionais da Amazônia, como o de Oiapoque (AP) e Barcelos (AM), além das melhorias em andamento em Estirão do Equador (AM), Iauaretê (AM) e Oriximiná (PA).

COMARA

A COMARA é responsável por projetar, construir e recuperar aeroportos em regiões inóspitas e de difícil acesso na Amazônia Legal e em outras regiões do País, desde que sejam de interesse do Comando da Aeronáutica, contribuindo para a soberania nacional e o progresso do Brasil, com sustentabilidade ambiental.

Comandante da Aeronáutica acompanha atuação da FAB contra COVID-19 em São Paulo


Publicada em 08/07/2020 11:30

O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, esteve, nesta terça-feira (07), no estado de São Paulo para acompanhar as atividades desenvolvidas pela Força Aérea Brasileira (FAB) na região, durante a Operação COVID-19. Ele foi à Base Aérea de Santos (BAST), conheceu algumas estruturas de enfrentamento da pandemia montadas na Organização e se reuniu com autoridades locais. 

Estavam presentes, ainda, o Comandante-Geral de Apoio da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior; o Secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno; e o Chefe do Gabinete do Comandante da Aeronáutica, Major-Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic.

“Para o Comando da Aeronáutica, essa visita é importante, dentro da Operação COVID-19, para somarmos esforços nesse momento, para apoiar a população, seja em parcerias com outras instituições, como o Hospital de Campanha que acabamos de visitar no Guarujá, na Base Aérea de Santos, seja apoiando com suprimentos de subsistência, entregando refeições para caminhoneiros que atuam nas rodovias, especialmente próximo ao Porto de Santos. Para a Força Aérea, é muito gratificante essa missão”, disse o Tenente-Brigadeiro Bermudez.

Visita à Base Aérea de Santos (BAST)

Na BAST, o Comandante da Aeronáutica se reuniu com autoridades locais e participou de um briefing com o Comandante da BAST, Tenente-Coronel Aviador Francisco José Formaggio. A Organização Militar tem em suas instalações, desde o mês de maio, o Hospital de Campanha Guarujá (HCAMP GJA), que acolhe e trata pacientes acometidos com a COVID-19. O HCAMP GJA, fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal do Guarujá (SP) e a FAB, possui uma área de mais de 3500 metros quadrados, ocupando quase a totalidade dos hangares operacionais da Base Aérea, com 70 leitos, sendo 50 para pacientes com média gravidade e 20 para o tratamento intensivo (UTI).

Segundo o Tenente-Brigadeiro Damasceno, desde o início da pandemia, a Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA) busca opções de apoio à população. "Temos os nossos Comandos Conjuntos espalhados pelo Brasil, sob coordenação do Ministério da Defesa, e começamos a imaginar como essas ações poderiam ajudar os Comandos Conjuntos. Nós preparamos algumas Bases Aéreas para a instalação de Hospitais de Campanha.

Além disso, entendemos que podíamos ajudar um segmento muito importante, que é o dos caminhoneiros, porque o Brasil não podia parar. Por isso, hoje, o Comandante da Aeronáutica fez a entrega simbólica da marmita de número 50 mil. Sendo que, a cada dia, entregamos entre 1 mil e 1.200 refeições. Esse evento deve ser encerrado no próximo dia 10, com a entrega de aproximadamente 60 mil quentinhas. Desse modo, além de ajudar os caminhoneiros, a missão serviu para treinar o nosso pessoal", informou.

“Foi uma satisfação para a Base Aérea de Santos atuar nesta missão, por meio de uma parceria inédita, que contou com a participação do Ministério Público do Estado de São Paulo e da Prefeitura do Guarujá, possibilitando a instalação de 70 leitos específicos para o tratamento da COVID-19 no Hospital de Campanha”, disse o Tenente-Coronel Formaggio.

Produção de refeições

Em seguida, a comitiva visitou a estrutura de campanha, pertencente ao Grupamento de Apoio Logístico de Campanha (GALC), que produz os alimentos a serem distribuídos aos caminhoneiros que trafegam pela região portuária de Santos. São empregados, diariamente, 50 militares, entre cozinheiros, arrumadores, hidraulistas e motoristas, que trabalham em um contêiner no qual funciona uma cozinha industrial, além de outras duas com mobilidade, instaladas em um caminhão chamado de Rodomapre, onde é transportado o alimento. Participam da ação, ainda, os Grupamentos de Apoio dos Afonsos (GAP-AF) e de São Paulo (GAP-SP).

O caminhoneiro Paulo Roberto Barbosa, do Mato Grosso do Sul, contou que passa duas vezes por semana na região e ressaltou a importância da ação. "Na semana passada, também peguei uma marmita. Esse apoio ajuda a gente a transitar por aqui e, além disso, ajuda bastante na nossa economia", ressaltou. 

Operação COVID-19

A iniciativa da Força Aérea faz parte da Operação COVID-19 e ocorre em coordenação com o Comando Conjunto do Sudeste, com sede na cidade de São Paulo. A Operação foi deflagrada pelo Ministério da Defesa e conta com a atuação da Marinha do Brasil, do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira no enfrentamento da pandemia de COVID-19.

A Operação ocorre em um espaço territorial de grandes proporções, nas 27 Unidades Federativas, com características e necessidades diferentes e com uma população de cerca de 210 milhões de pessoas. As ações envolvem descontaminação de espaços públicos, doações de sangue, transporte de medicamentos e equipamentos de saúde, distribuição de kits de alimentos para pessoas de baixa renda, doação de refeições para caminhoneiros, dentre outras.

Na execução dessas atividades, os militares atuam organizados em dez Comandos Conjuntos que cobrem todo o território nacional, bem como no  Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE).

PORTAL AEROFLAP


Evento Portões-Abertos AFA 2020 é cancelado


Publicada em 08/07/2020 10:34

A Academia da Força Aérea publicou uma nota em seu perfil oficial no Facebook, informando o cancelamento dos “Portões Abertos AFA 2020!. O motivo do cancelamento é a Pandemia do Coronavírus, como já é de conhecimento geral, aglomerações devem ser evitadas para que se contenha ao máximo os contágios. Na nota a AFA lamentou a decisão do cancelamento.

Os Portões-Abertos da AFA estão entre os principais, se não o principal evento aeronáutico brasileiro (evento público). O evento chega a reunir mais de 30 mil pessoas. Entre as demonstrações tem a presença de caças e demais aeronaves da FAB. Os donos da casa, ou seja, a Esquadrilha da Fumaça, faz até duas apresentações. A presença de aeronaves civis, inclusive de pilotos solos de acrobacia também estão nos pontos altos do evento.

Ainda não houve por parte da FAB informações sobre a situação dos demais Portões-Abertos, como por exemplo a ALA-1, em Brasília-DF, ALA-2, Anápolis-GO, ou ALA 3, em Canos-RS, entre outros.

Em âmbito mundial, diversos eventos aeronaúticos já foram cancelandos, como a FIDAE, no Chile, RIAT e Farnborough, no Reino Unido, e Oskhosh, nos EUA, entre outros que também estão na lista de cancelamentos ou adiamentos.

OUTRAS MÍDIAS


PORTAL DIÁRIO DO LITORAL - Alto comando da Aeronáutica visita hospital de campanha e aeródromo de Guarujá

Ao lado do prefeito Válter Suman, o comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, conferiu de perto as instalações do hospital

Da Reportagem | Publicada em 07/07/2020 19:55

Guarujá recebeu, na manhã desta terça-feira (7), a visita do alto comando da Força Aérea Brasileira (FAB). O Comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, foi recepcionado pelo comandante da Base Aérea de Santos, tenente-coronel-aviador Francisco José Formággio, pelo prefeito do Município, Válter Suman, e pela superintendente da Infraero, Adriana Lopes.

Acompanhado do comandante-geral de apoio, tenente-brigadeiro do ar Baptista Júnior; do secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Marcelo Kanitz Damasceno; e do chefe do Gabinete do comandante da Aeronáutica, major-brigadeiro do ar Pedro Luís Farcic, Bermudez veio conhecer de perto ações desenvolvidas pelos militares em parceria com o Município.

Fazem parte dessas iniciativas, por exemplo, o Hospital de Campanha montado no hangar da Base Aérea para o enfrentamento à pandemia da Covid-19, o Aeródromo Civil Metropolitano e a Operação COVID-19, da FAB, que já distribuiu, desde o dia 4 de maio, mais de 50 mil refeições para caminhoneiros que trafegam pela SP-055, em local próximo ao Porto de Santos.

A comitiva acompanhou a apresentação de um histórico das ações desenvolvidas em parceria com a Prefeitura e realizou uma visita presencial nas instalações do Hospital de Campanha de Guarujá. Em seguida, fez um reconhecimento da área onde está sendo implantando o aeródromo e da estrutura montada para a produção dos alimentos aos caminhoneiros.

Hospital de Campanha

Único hospital de campanha dentro de uma base militar no Brasil, o equipamento de Guarujá foi montado em menos de 40 dias e é responsável por um quarto da capacidade hospitalar instalada no Município para atender pacientes da covid-19 no município. Até o momento, 267 pessoas receberam atendimento médico na unidade, que tem índice médio de 2,46 altas por dia – são 140 em 57 dias de funcionamento.

Para o comandante Bermudez, o Hospital de Campanha é uma experiência ímpar. "A escolha convergiu muito rapidamente para Guarujá exatamente pela conduta do Ministério Público do Estado de São Paulo e pela segurança que tínhamos no sucesso desta parceria, que se concretizou como um caso de sucesso", destacou.

Bermudez refere-se ao fato de os recursos para o Hospital de Campanha terem sido obtidos no âmbito de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que havia sido firmado em inquérito civil na área ambiental, com a concordância do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema).

A contratualização com a Infraero para a gestão e operação do Aeródromo Civil Metropolitano foi outro ponto de destaque na reunião. FAB, Infraero e Prefeitura firmaram o compromisso de realizar todos os esforços necessários para que a certificação da pista aconteça rapidamente, superando as questões ambientais necessárias no início.

"O projeto vai agregar o modal aéreo a três outros grandes modais, o rodoviário, aquaviário e ferroviário, possibilitando o transporte de materiais vindos do Porto de Santos com grande valor agregado", observou o tenente brigadeiro do ar, Damasceno.

Somam-se a isso as demandas para a aviação comercial, a exemplo das companhias Azul e Two Flex, que demonstraram interesse em operar voos a partir de Guarujá, como também de serviços agregados à aviação geral.

Doações

A Sociedade dos Melhores Amigos da Aeronáutica (Somaero) formalizou a entrega de 300 cestas básicas com itens de higiene para o Fundo Social de Solidariedade de Guarujá (FSS). A doação foi feita por militares da reserva e da ativa e foi recebida pela presidente do FSS, Edna Suman, que também integrou a comitiva.

"Em um momento como este, estarmos unidos para ajudar de alguma forma a cidade, nos faz sentir mais patriotas e cumpridores dos nossos compromissos com a sociedade", destacou o diretor-presidente da Somaero, Reinaldo Papaiordanou.

Para o prefeito Válter Suman, a visita do comandante da Aeronáutica reforçou ainda mais os laços entre Guarujá e a FAB. "Nossa palavra será sempre de gratidão. A viabilização do nosso aeródromo sempre foi prioridade para ambas as instituições e vai garantir desenvolvimento não só para Guarujá,mas para toda a Baixada Santista. A possibilidade do nosso Hospital de Campanha também foi fundamental para garantir um atendimento digno às pessoas no combate à pandemia", completou.

PORTAL PODER AÉREO- H-60L Black Hawk da FAB resgata paciente em navio

Aeronave do Esquadrão Pantera, resgatou paciente com sintomas de malária que estava a bordo de navio estrangeiro na costa brasileira

Publicada em 08/07/2020 15:24

O Esquadrão Pantera (5º/8º GAV), sediado na Ala 4 – Base Aérea de Santa Maria (RS) resgatou, neste sábado (04), na costa brasileira, um homem que estava a bordo de um navio estrangeiro e com sintomas de malária. O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), organização da Força Aérea Brasileira (FAB) responsável pela coordenação de missões aéreas, acionou o Esquadrão após o contato do SALVAERO Curitiba.

As informações recebidas pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (SALVAMAR), sobre o estado de saúde da vítima, eram de que apresentava febre alta desde o dia primeiro de julho e havia suspeita de malária. O navio, oriundo do Panamá, foi localizado a cerca de 100 km, no litoral do Rio Grande do Sul (RS).

A aeronave H-60L Black Hawk decolou de Santa Maria (RS) para a Ala 3 – Base Aérea de Canoas (RS), onde realizou pouso para embarque da equipe médica que integrou a tripulação e, em seguida, voou até a posição do navio para realizar o resgate. O helicóptero manteve o voo pairado enquanto o homem SAR (do inglês Search And Rescue – Busca e Salvamento) desceu até o convés, realizou os primeiros atendimentos e foi içado com o paciente. Ao final, a vítima foi transportada para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre, para receber atendimento médico especializado. Toda a operação durou, aproximadamente, cinco horas.

A tripulação do helicóptero, formada por nove militares, sendo dois pilotos, dois homens de resgate, dois mecânicos, um médico e dois enfermeiros, usou trajes especiais para minimizar o risco de qualquer contaminação.

O Comandante do Esquadrão Pantera, Tenente-Coronel Aviador Fernando Fernandes de Castro comenta que o resgate reforça o sucesso do Sistema de Busca e Salvamento da FAB. “Esta missão demonstra todo o preparo e a competência no emprego dos Meios de Força Aérea. É motivo de satisfação pessoal e profissional para todo Esquadrão Pantera, que neste ano comemora 49 anos de sua criação, atuar para salvar vidas”, destacou.

Um dos pilotos da aeronave, Tenente Aviador Luiz Fernando Silva Alves, falou sobre o cumprimento da missão. “Ocorreu com sucesso devido à tranquilidade e sinergia dos nossos tripulantes e homens SAR que treinam para estes resgates, trazendo a bordo do helicóptero a vítima em segurança”, contou o piloto.

O Tenente Aviador Felipe Monteiro Lobo, homem de resgate, disse que o acesso ao convés foi realizado com segurança e coordenação da tripulação, de modo que o tripulante do navio fosse, também, resgatado com todos os cuidados necessários. “A vítima foi colaborativa durante as etapas do resgate e agradeceu a nossa ajuda”, disse.

Preparo

Um dos fatores fundamentais para o sucesso de qualquer missão é o preparo operacional das tripulações. Para atingir alto nível técnico e doutrinário, agindo com a pronta-resposta requerida na execução das ações, os Esquadrões da FAB realizam treinamentos constantes. Neste contexto, o Comando de Preparo (COMPREP) tem seu papel destacado.

Como Comando Operacional encarregado de fixar os padrões de eficiência, planejar o treinamento e avaliar o desempenho das unidades subordinadas, a partir das capacidades definidas pelo Comandante da Aeronáutica, também coordena a formulação da Doutrina Aeroespacial, em consonância com as experiências adquiridas e os sistemas de armas incorporados à Força Aérea Brasileira.

PORTAL CAMAQUÃ - Emirados Árabes doam 10 toneladas de materiais de saúde ao Brasil

Aeronave com os insumos pousou na Base Aérea de Brasília

Agência Brasil | Publicada em 08/07/2020

O governo brasileiro recebeu na segunda, dia 6 de julho de 2020, 10 toneladas de materiais de saúde para combate a covid-19, doados pelos Emirados Árabes Unidosa.

A aeronave com os insumos, que incluem máscaras, testes rápidos, luvas e roupas médicas, pousou no início da manhã, na Base Aérea de Brasília. A ação aconteceu por meio dos ministérios da Defesa e das Relações Exteriores.

"Essa ajuda humanitária prestada pelo governo dos Emirados Árabes Unidos representa o sentido mais profundo da cooperação que rege as relações entre os dois países", disse o secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Marcos Degaut, em mensagem nas redes sociais.

Ele acrescentou que "essa ação concreta é resultado de um canal de comunicação que foi aberto entre o Ministério da Defesa e o governo dos Emirados Árabes Unidos, que resultou na doação de 10 toneladas de materiais para ser usado no combate à epidemia".

"Então, nossa preocupação sempre é produzir resultados concretos em benefício da sociedade brasileira".

DIÁRIO OFICIAL DE GUARUJÁ - Alto comando da Aeronáutica visita hospital de campanha e aeródromo de Guarujá


Publicada em 08/07/2020

Guarujá recebeu, na manhã de ontem (7), a visita do alto comando da Força Aérea Brasileira (FAB). O comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do Ar, Antônio Carlos Moretti Bermudez, foi recepcionado pelo comandante da Base Aérea de Santos, Tenente-Coronel-Aviador, Francisco José Formággio, pelo prefeito do Município e pela superintendente da Infraero, Adriana Lopes.

Acompanhado do comandante-geral de apoio, Tenente-Brigadeiro-do-Ar, Baptista Júnior; do secretário de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar, Marcelo Kanitz Damasceno; e do chefe de Gabinete do comandante da Aeronáutica, Major-Brigadeiro-do-Ar, Pedro Luís Farcic, Bermudez veio conhecer de perto ações desenvolvidas pelos militares em parceria com o Município.

Fazem parte dessas iniciativas, por exemplo, o Hospital de Campanha montado no hangar da Base Aérea para o enfrentamento à pandemia da Covid-19, o Aeródromo Civil Metropolitano e a Operação COVID-19, da FAB, que já distribuiu, desde o dia 4 de maio, mais de 50 mil refeições para caminhoneiros que trafegam pela SP-055, em local próximo ao Porto de Santos.

A comitiva acompanhou a apresentação de um histórico das ações desenvolvidas em parceria com a Prefeitura e realizou uma visita presencial nas instalações do Hospital de Campanha de Guarujá. Em seguida, fez um reconhecimento da área onde está sendo implantando o aeródromo e da estrutura montada para a produção dos alimentos aos caminhoneiros.

HOSPITAL DE CAMPANHA

Único Hospital de Campanha dentro de uma base militar no Brasil, o equipamento de Guarujá foi montado em menos de 40 dias e é responsável por um quarto da capacidade hospitalar instalada para atender pacientes da Covid-19 no Município. Até o momento, 267 pessoas receberam atendimento médico na unidade, que tem índice médio de 2,46 altas por dia – são 140 em 57 dias de funcionamento.

Para o comandante Bermudez, o Hospital de Campanha é uma experiência ímpar. “A escolha convergiu muito rapidamente para Guarujá exatamente pela conduta do Ministério Público do Estado de São Paulo e pela segurança que tínhamos no sucesso desta parceria, que se concretizou como um caso de sucesso”, destacou.

Bermudez refere-se ao fato de os recursos para o Hospital de Campanha terem sido obtidos no âmbito de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que havia sido firmado em inquérito civil na área ambiental, com a concordância do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema).