NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL AEROIN


Brasil sedia importantes eventos da Organização de Aviação Civil Internacional na semana que vem


Murilo Basseto | Publicada em 09/11/2022 22:00

Na próxima semana, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio da Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional (CERNAI), será o anfitrião de três importantes eventos da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI, ou ICAO na sigla em inglês).

A 20ª edição da Reunião do Grupo de Planejamento e Implementação Regional do Caribe e América do Sul (GREPECAS), a 12ª Reunião do Grupo Pan-Americano de Segurança Operacional da Aviação Civil (RASG-PA) e a 2ª Reunião Conjunta GREPECAS–RASG-PA serão realizados de 14 a 18 de novembro, no Centro Militar de Convenções e Hospedagens da Aeronáutica (CEMCOHA), em Salvador, na Bahia.

Na ocasião, entre autoridades e especialistas de organizações reguladoras, prestadoras de serviços de navegação aérea e da indústria aeronáutica, cerca de 150 participantes de todo o continente americano irão debater e compartilhar as melhores práticas e soluções para a contínua evolução da navegação aérea na região.

De 14 e 15 de novembro, os participantes vão se reunir no auditório do CEMCOHA para debater assuntos relativos à Segurança Operacional. Será a décima segunda edição da Reunião do Grupo Regional de Segurança Operacional da Aviação das Américas (RASG-PA, do inglês Regional Aviation Safety Group – Pan American).

Criado em 2008, o RASG-PA tem por objetivo integrar os esforços regionais e estabelecer atividades cooperativas, de modo a reduzir encargos e viabilizar a entrega de aprimoramentos mensuráveis na área de segurança operacional da região.

Nos dias subsequentes, de 16 a 18, será a vez da 20ª Reunião do Grupo de Planejamento e Implementação Regional do Caribe e América do Sul (GREPECAS). Dedicado ao estudo de soluções para a implementação e gestão global, harmonizada e sustentável da circulação aérea, os profissionais estarão no mesmo auditório para a edição deste ano do GREPECAS, realizado regularmente desde 1991.

Há ainda a previsão de um terceiro encontro, na tarde do dia 15: a reunião conjunta GREPECAS/RASG-PA, destinada à identificação das prioridades regionais emergentes, dos objetivos de implementação e dos indicadores relacionados à segurança operacional para a implementação regional do Plano de Navegação Aérea Global (GANP – Global Air Navigation Plan / Doc 9750) e do Plano de Segurança Operacional da Aviação global (GASP – Global Aviation Safety Plan/ Doc 10004).

Segurança Operacional em pauta

De 14 a 15 de novembro, a 12ª Reunião do Grupo Pan-Americano de Segurança Operacional da Aviação Civil (RASG-PA – Regional Aviation Safety Group – Pan American) abre a semana de trabalhos em um evento exclusivamente dedicado à Segurança Operacional na aviação.

Recentemente, na primeira semana de outubro, uma comitiva do DECEA esteve em Montreal, na 41ª Assembleia da OACI, quando o Brasil fora reeleito membro do Grupo I do Conselho da OACI para o período de 2023 a 2025.

Na ocasião, o diretor-geral do Departamento, Tenente Brigadeiro do Ar João Tadeu Fiorentini, se reuniu com secretário-geral da OACI, Juan Carlos Salazar Gómez, na sede do órgão, para, entre outros assuntos, tratar dos últimos preparativos a preparação da 20ª GREPECAS.

“O encontro foi um marco no fortalecimento dos nossos termos de parceria, especialmente no ano em que o Brasil sedia uma edição do GREPECAS. Viemos nos colocar à disposição do secretário e dos países vizinhos na elaboração de boas práticas do controle do espaço aéreo”.

O GREPECAS foi criado pelo Conselho da OACI em 1990 e é coordenado pelos escritórios regionais. Os programas compreendem diferentes áreas da navegação aérea e seus objetivos estratégicos estão voltados para segurança operacional, proteção ambiental e desenvolvimento de um transporte sustentável.

Informações do DECEA

MINISTÉRIO DA DEFESA


NOTA OFICIAL - Defesa encaminha ao TSE relatório de fiscalização do sistema eletrônico de votação


Publicada em 09/11/2022 18:45

Brasília (DF), 09/11/2022 - Ministério da Defesa informa que o relatório produzido pela equipe técnica das Forças Armadas acerca da fiscalização do sistema eletrônico de votação foi encaminhado, nesta quarta-feira (9.11), ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Haja vista o amplo interesse público nos resultados desse trabalho, o Ministério da Defesa disponibiliza o relatório em seu sítio na internet (https://www.gov.br/defesa/pt-br) e por meio do canal oficial da Pasta no aplicativo Telegram.

Cabe destacar que o documento foi produzido por uma equipe composta por oficiais de carreira especialistas em gestão e operação de sistemas de tecnologia da informação; em engenharia de computação e de telecomunicações; em defesa cibernética; entre outras; e seguiu rigorosamente os parâmetros estabelecidos na Resolução nº 23.673, de 14 de dezembro de 2021, do TSE.

O relatório apresenta observações, conclusões e sugestões relacionadas, especificamente, ao sistema eletrônico de votação, conforme as atribuições definidas pelo Tribunal às entidades fiscalizadoras.

É importante ressaltar que o trabalho dos militares se norteou pela estrita observância da legalidade, pela elevada capacidade técnica e pela colaboração com a Justiça Eleitoral.

O Ministério da Defesa e as Forças Armadas reforçam o compromisso com o Povo brasileiro, com a democracia, com a defesa da Pátria e com a garantia dos Poderes Constitucionais, da lei e da ordem.

Ministério da Defesa

PORTAL DEFESANET


Grupo de Alto Nível em Aeronáutica entre Brasil e Suécia se encontra em Salvador (BA)

Evento aconteceu no Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (CEMCOHA)

Agência Força Aérea | Publicada em 09/11/2022 12:12

A Semana de Inovação Suécia-Brasil 2022 acontece desde segunda-feira (07/11) e segue até a próxima sexta-feira (11/11), com atividades em São Paulo (SP), Campinas (SP), Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ). A abertura aconteceu no Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (CEMCOHA), em Salvador (BA), e contou com a presença de autoridades suecas e brasileiras, dentre elas, representantes da Força Aérea Brasileira (FAB).

O evento, que é realizado pela Embaixada da Suécia e entidades parceiras, proporciona uma plataforma para colaboração estratégica entre os dois países nas áreas de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI). A cooperação entre Brasil e Suécia, no campo aeronáutico, é intensa e ocorre desde 2015, quando iniciaram as tratativas acerca da aquisição da aeronave Gripen – com a qual a FAB já conta com quatro unidades em solo brasileiro.

Encontro do Grupo de Alto Nível em Aeronáutica

O Grupo de Alto Nível em Aeronáutica – em que a FAB conta com representantes do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e da Sétima Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER) – esteve reunido, durante toda a segunda-feira na capital baiana, para tratar da cooperação nesse setor tão estratégico para Suécia e Brasil. A reunião contou com a participação de representantes do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério de Negócios, Energia e Indústria da Suécia, além de instituições e empresas parceiras, entre elas SAAB e Embraer.

Desde sua criação, o grupo de trabalho temático binacional, tem, entre suas competências, a definição de diretrizes e estratégias de cooperação no setor Aeronáutico; a facilitação e sistematização do diálogo entre universidades, institutos de ciência e tecnologia, indústria e órgãos públicos envolvidos; a identificação de oportunidades e iniciativas; a articulação do apoio ao desenvolvimento de programas, estudos e outras atividades cooperativas; e a definição de metas a serem alcançadas pelo Comitê Executivo (CE).

A Embaixadora da Suécia no Brasil, Karin Wallensteen, esteve no evento de abertura e destacou a necessidade do encontro para a manutenção das tratativas acerca da evolução tecnológica no campo aeronáutico. “É uma excelente oportunidade de nos encontrarmos após a pandemia. É uma chance para estreitarmos as relações novamente. Podemos criar relações, ligações não entre países, mas entre pessoas, que irão trabalhar cooperando com a tecnologia, inteligência artificial e aeronáutica com diferentes áreas de inovação entre Brasil e Suécia”, ressaltou.

Conforme o Secretário-Executivo do MCTI, Sergio Freitas de Almeida, o momento do reencontro é necessário, especialmente para que as decisões e discussões sejam realizadas pessoalmente. “É um dos grupos mais importantes que o Brasil tem em colaboração com outro país. É uma agenda muito cheia, focada basicamente em Aeronáutica, no projeto dos caças Gripen e um conjunto de outras atividades que envolvem o ITA, a Aeronáutica e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações”, conta.

A Secretária de Estado de Negócios e Indústria, do Ministério de Empreendimento e Inovação da Suécia, Sara Modig, também comentou sobre o retorno dos encontros. “Eu acho que é muito importante a gente se encontrar pessoalmente. Sinto uma boa energia das pessoas que estão conversando entre si, o que não aconteceria se tivéssemos reunidos online”, acrescenta.

O Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros, que no evento representou o Comandante da FAB, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Junior, ressaltou que o encontro é necessário e essencial para as relações bilaterais entre os países. “A partir do momento que a Força Aérea adquiriu as aeronaves F-39, com certeza a nossa aproximação no campo aeronáutico foi muito maior. E houve a ideia de se criar esse Grupo de Alto Nível, para tratar especificamente de assuntos aeronáuticos e, hoje, a gente vê como expandiu essa cooperação, tendo como base a tríplice hélice, formada pelo governo, pela academia e pela indústria ampliando assim, o interesse em aeronaves não tripuladas”, destaca o Oficial-General.

Na oportunidade, foram relatadas colaborações entre instituições brasileiras e suecas em programa de mobilidade acadêmica, projetos binacionais no âmbito do Estudo de Domínio Aéreo (ADS, do inglês Air Domain Study). Houve, ainda, a premiação dos estudantes vencedores da Competição Aeroespacial SARC/BARINet – uma competição internacional envolvendo grupos do Brasil e da Suécia –, cujo projeto está relacionado ao combate de incêndios florestais. Foi, também, firmado o novo programa de mobilidade acadêmica Brasil-Suécia e um professor da Universidade de Linköping foi certificado para uma cadeira em Inteligência Artificial no Brasil.

As autoridades que compõem o Grupo de Alto Nível visitaram o Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia (SENAI-CIMATEC), celeiro da inovação do estado da Bahia.

Fotos: Sargento Figueira / CECOMSAER - Vídeo: Sargento André Souza / CECOMSAER

FAB inicia o EXCON Escudo-Tínia 2022

Ao todo 800 militares participam do exercício nas Bases Aéreas de Canoas e Santa Maria

Agência Força Aérea | Publicada em 09/11/2022 11:11

A partir desta segunda-feira (07/11), a Força Aérea Brasileira (FAB) realiza, no Rio Grande do Sul (RS), o Exercício Conjunto (EXCON) Escudo-Tínia 2022, uma atividade operacional coordenada pelo Comando de Preparo (COMPREP) e Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE) e conduzida pela Base Aérea de Canoas (BACO). 

As atividades aéreas e terrestres ocorrem nas Bases Aéreas de Canoas (BACO) e Santa Maria (BASM), além da cidade de Santana da Boa Vista (RS). Ao todo participam do treinamento mais de 800 militares da Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB) e do efetivo de Unidades da FAB distribuídas por todo o País com mais de 50 aeronaves das Aviações de Caça, Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (IVR), Asas Rotativas e Transporte.

O EXCON Escudo-Tínia tem como finalidade a consolidação doutrinária de missões aéreas compostas, o treinamento e capacitação dos participantes no enfrentamento dos desafios provenientes do emprego do poder militar e operações militares complexas. 

Nesse contexto, a concepção e desenvolvimento do exercício deve proporcionar o cumprimento de Ações de Força Aérea em cenário tático, fictício e dinâmico, simulando um conflito regional de guerra convencional, contra um país ou contra uma aliança de diversos países.

O Comandante do Quinto Comando Aéreo Regional (V COMAR), Major-Brigadeiro do Ar Marcelo Fornasiari Rivero fala sobre a importância do exercício.  “A realização do EXCON Escudo-Tínia, neste final do ano, é o coroamento de todo o trabalho realizado pelas nossas Bases e demais Organizações Militares que as apoiam. Exercitamos não somente o cumprimento das Ações de Força Aérea, mas, sobretudo, a nossa capacidade de apoiar e suportar o combate”, conclui.

“O EXCON Escudo-Tínia 2022 permite adestrar os militares do Ministério da Defesa para atuarem nas diversas situações de conflito, em especial no cenário aéreo e antiaéreo. A BACO e a BASM sediam o exercício, este realizado numa região que tem as condições ideais para o treinamento", afirma o Diretor do exercício, Coronel Aviador Marcelo Zampier Bussmann.

Os participantes serão treinados em diversas Ações de Força Aérea. Além disso, será realizado o adestramento técnico de Unidades de Defesa Antiaérea da Marinha do Brasil (MB), do Exército Brasileiro (EB) e da própria Força Aérea. 

Nesse cenário conjunto com o Exército Brasileiro e com a Marinha do Brasil, serão coordenadas Ações de Defesa Antiaérea, Supressão de Defesa Antiaérea Inimiga e Vigilância e Controle do Espaço Aéreo.

Fotos: Sargento Müller Marin/ CECOMSAER, BACO e BASM