NOTIMP - NOTICIÁRIO DA IMPRENSA

Capa Notimp Acompanhe aqui o Noticiário relativo ao Comando da Aeronáutica veiculado nos principais órgãos de comunicação do Brasil e até do mundo. O NOTIMP apresenta matérias de interesse do Comando da Aeronáutica, extraídas diretamente dos principais jornais e revistas publicados no país.


PORTAL AEROIN


Comandante da Aeronáutica presenteia Bolsonaro com capacetes na pintura da Fumaça


Murilo Basseto | Publicada em 21/03/2022 10:13

Em uma publicação feita em rede social nesta segunda-feira, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos de Almeida Baptista Júnior, mostrou que deu ao Presidente da República um presente especial. Ou melhor, um não, e sim dois.

A data de hoje, 21 de março, marca o aniversário de 67 anos de Jair Messias Bolsonaro, e Baptista informou que, em nome da Força Aérea Brasileira (FAB), presenteou o Presidente com dois capacetes de motociclista com a mesma pintura utilizada nos capacetes dos pilotos do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), popularmente conhecido como a Esquadrilha da Fumaça.

As cores alusivas à Bandeira Nacional usadas nos capacetes dos “Fumaceiros” reproduzem o bonito esquema de pintura usado também nas próprias aeronaves da Esquadrilha.

O Tenente-Brigadeiro finalizou com a frase “Ser livre é ter duas asas, mas também duas rodas”.

REVISTA AERO MAGAZINE


Caças da FAB interceptaram aeronave com drogas no Mato Grosso do Sul

Operação de interceptação sobre o Mato Grosso do Sul contou a participação da Polícia Federal e de uma aeronave E-99

Da Redação | Publicada em 21/03/2022

Dois A-29 Super Tucano da Força Aérea Brasileira (FAB) interceptaram um Piper PA-34 Seneca que transportava 465 quilos de drogas. Ação da FAB aconteceu na madrugada desse domingo (20), no Mato Grosso do Sul.

Ao ser interceptado pelos caças da força aérea, o piloto da aeronave obedeceu as ordens dos militares de mudança de rota e pousou no aeroporto de Campo Grande, onde a Polícia Federal cumpriu as Medidas de Controle de Solo e prendeu o piloto e apreendeu os entorpecentes.

Todavia, a ação da FAB também contou com a participação de um Embraer E-99, um avião de alerta aéreo antecipado que pode rastrear e distinguir a grandes distâncias alvos que sejam amigos ou inimigos. 

Devido a isso o PA-34 já estava sendo rastreado desde sua decolagem pelas autoridades. A interceptação faz parte da medida de policiamento aéreo do espaço aéreo brasileiro de Decreto 5.144, de 16 de julho de 2004.

“Para o Comaer (Comando da Aeronáutica), realizar uma interceptação como esta, em período noturno, demonstra, mais uma vez, a prontidão e a operacionalidade da Força a qualquer hora do dia ou da noite”, publicou a FAB em nota oficial.

Em fevereiro, um outro PA-34 Seneca foi interceptado por dois A-29 da FAB na região do estado do Amazonas. O avião estava transportando 165 quilos de drogas.

Ao ser interceptado, o piloto optou por fazer um pouso forçado em um canavial na região de cidade de Presidente Figueiredo (AM). Os entorpecentes e aeronave foram apreendidas na ação que também contou com a Polícia Federal. 

REVISTA ASAS


FAB quer rede própria de datalink em 2023


Da Redação | Publicada em 21/03/2022 10:09

A Força Aérea Brasileira avança para ter a sua própria rede de datalink, o que permitirá a troca de dados entre as aeronaves de maneira segura. A previsão é de que em 2023 a tecnologia esteja operacional, o que a FAB classifica como um “grande salto”. Caças F-5 e F-39 devem utilizar o sistema, que também poderá ser integrado a mais modelos de aeronaves e estações da Marinha e do Exército.

Agora em março foi iniciada a terceira fase da campanha de ensaio em voo do chamado projeto Link-BR2. “Não há dúvidas de que a FAB em breve vai dispor de uma rede própria de enlace tático que vai permitir às aeronaves fazerem, em tempo real, comunicação segura de dados e de voz umas com as outras, inovando toda a concepção de emprego da Força Aérea”, afirmou o presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Brigadeiro do Ar Antonio Luiz Godoy Soares Mioni Rodrigues.

O projeto é conduzido com a empresa AEL Sistemas. “O Link-BR2 trará uma mudança no conceito operacional da FAB, é um grande multiplicador de força para as suas plataformas. É um sistema que utiliza o conceito de ‘internet das coisas’, uma revolução tecnológica que vai habilitar a Força Aérea a fazer conexões em rede. Todas as plataformas da FAB poderão receber informações, ampliando as suas capacidades”, acrescentou o presidente da companhia, Gal Lazar.